O PROA e os 17 ODSs

Em setembro de 2015, a Organização das Nações Unidas (ONU) propôs que os seus 193 países membros assinassem a Agenda 2030, um plano global composto por 17 objetivos (ODSs ) e 169 metas para que esses países alcancem o desenvolvimento sustentável em todos os âmbitos até 2030. Cada objetivo e suas respectivas metas abordam aspectos diferentes que convergem pelo fato de serem essenciais para a viabilidade de uma sociedade sustentável. Todos os países membros da ONU assinaram a agenda 2030 e agora têm que arcar com o compromisso de alcançar as metas dos 17 objetivos.

O PROA também batalha para garantir que alguns dos ODSs sejam cumpridos. Confira em quais ODSs o nosso trabalho e projetos se encaixam:

O PROA e os 17 ODSs

Acabar com a pobreza em todas as suas formas, em todos os lugares

Para a ONU, a erradicação de todas as formas de pobreza é um dos maiores desafios para o desenvolvimento sustentável. Por isso, uma das metas presentes no Objetivo 1 da Agenda 2030 é que os países construam parcerias que viabilizem a mobilização de recursos para a criação de programas e políticas que erradiquem a pobreza em todos os sentidos, para que a população vulnerável possa ter condições mínimas de sobrevivência e seja possível reduzir à metade a proporção de pessoas que vivem em situação de pobreza.

O PROA tem seu foco 100% em jovens de baixa renda da rede pública de ensino, visando gerar oportunidades concretas de trabalho e produtividade para que assim aumentem suas rendas e erradiem a pobreza do seu contexto.

Acabar com a pobreza em todas as suas formas, em todos os lugares

Assegurar a educação inclusiva e equitativa de qualidade, e promover oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todos

O Objetivo 4 envolve todos os níveis educacionais, desde a primeira infância até a vida adulta, e tem como de suas metas garantir que a educação seja viável para todas e todos, sem discriminação de gênero. Isso é importante pelo fato de que as meninas são as principais prejudicadas em seu desenvolvimento educacional, pois, em comparação aos meninos, a educação delas costuma ficar em segundo plano. Além disso, muitas são obrigadas a abandonar os estudos em função de casamentos e gestações precoces.

Pilar máximo e inegociável no PROA é a busca pela qualidade plena em todas as ações e projetos que efetuamos, acreditando que a transformação de vida dos jovens passa por terem experiências qualitativas e para todos.

Assegurar a educação inclusiva e equitativa de qualidade, e promover oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todos

Alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas

O Objetivo 5 está no centro das discussões atuais da sociedade: a igualdade de gênero. Assim, visando à erradicação de todas as formas de violência contra meninas e mulheres, uma das metas da Agenda 2030 é viabilizar que meninas e mulheres recebam os mesmos incentivos e oportunidades educacionais, profissionais e de participação política que meninos e homens, bem como o igual acesso a serviços de saúde e segurança.

Mais de 70% do público atendido pelo PROA são meninas. Temos muito orgulho em dizer que o PROA é dominado pelas meninas!

Alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas

Promover o crescimento econômico sustentado, inclusivo e sustentável, o emprego pleno e produtivo e o trabalho decente para todos

Apesar de estarmos no século 21, violações aos direitos trabalhistas como o trabalho escravo ainda são uma realidade. Além disso, o desemprego é crescente, afetando principalmente os jovens sem formação. Para mudar esse cenário, a Agenda 2030 tem entre suas metas apoiar “o empreendedorismo, criatividade e inovação, e incentivar a formalização e o crescimento das micro, pequenas e médias empresas, inclusive por meio do acesso a serviços financeiros”.

Não existe transformação de futuro sustentável sem garantia de emprego e renda. Neste sentido, nosso foco é sempre garantir empregabilidade total aos jovens atendidos. Cerca de 85% dos jovens atendidos pelo PROA conquistam o pleno emprego.

Promover o crescimento econômico sustentado, inclusivo e sustentável, o emprego pleno e produtivo e o trabalho decente para todos

Construir infraestruturas resilientes, promover a industrialização inclusiva e sustentável e fomentar a inovação

Para que esse objetivo seja alcançado, a Agenda 2030 prevê entre suas metas que os países aumentem os incentivos para as pesquisas científicas, o acesso à internet e também promovam uma maior democratização no acesso às novidades tecnológicas de produção, para que os países de menor desenvolvimento possam ter um crescimento na sua capacidade produtiva.

Em nosso projeto PROA 4.0 buscamos trazer aos jovens de baixa renda todas as novidades tecnologicas existentes, formando-os para atuar na nova economia em em tecnologia, buscando gerar, assim, um crescimento em sua capacidade produtiva

Construir infraestruturas resilientes, promover a industrialização inclusiva e sustentável e fomentar a inovação

Reduzir a desigualdade dentro dos países e entre eles

Quando se fala em reduzir desigualdades, não se trata apenas de promover uma melhor distribuição de renda dentro das nações ou de romper com os privilégios comerciais de nações ricas em relação às mais pobres. Quando se fala em reduzir desigualdades, se fala, também, em estreitar os laços entre as pessoas que ocupam os territórios do planeta, sejam elas nativas ou imigrantes. A xenofobia é um problema grave, causador de diversas violências, e que faz com que várias pessoas se vejam marginalizadas e com menos oportunidades somente por serem de um território ou etnia diferente.

Tudo que o PROA faz é visando reduzir a desigualdade entre os mais pobres e mais ricos. Gerar oportunidades concretas para que os jovens de baixa renda possam crescer e se desenvolver.

saiba mais sobre os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável
Reduzir a desigualdade dentro dos países e entre eles